• Português
  • English
Folqué? - Francesco Palmeri e María Cubero

Folqué? - Francesco Palmeri e María Cubero

Sab 20
Horário: 18:00 - 19:15 | Local: Palco Feira
Dança oficina - Conexão nas Danças de Pares
Dom 21
Horário: 10:30 - 11:45 | Local: Palco Seara
Dança oficina - Variações nas Danças de Pares

Sinopse:

Fos, Tradbacalera e varios mais na Espanha, festival Hemelfolk e Boombal (Be), Prague Bal Folk Festival (Rep Checa), Vertantz (Suiza), Lovembal (Polanolqué? é uma associação sem ânimo de lucro, cujo objectivo é promover o Bal Folk, gênero vivo de música e dança, que evolui conosco a fazer parte da tradição.
Esta motivação tem feito que Francesco Palmeri e María Cubero, façam multidão de actividades, eles están a dar aulas regulares, oficinas de dança e a organizar concertos, festas e festivais para sua difusão e desfrute.
Trajectória Folqué? – oficinas e ensino
Desde sua fundação em 2015 dá-se uma oficina mensal de nível avançado de Bal Folk, aulas regulares em Madrid e muitas oficinas de dança em diferentes cidades da Espanha e Europa.
Podemos destacar a sua participaçao com varias oficinas de dança em:
festival Passagem d’Âno de Coimbra, festival Fest-i-Ball de Lisboa, Andanças e Planicie Mediterranica (Pt), oficinas para o coletivo Liberi Danzatori de Turín e para os giovani danzatori de Brescia, Festival Venezia Balla e Festival Big Bang Folk (It), festival Folkarria, Crisol de Cuerdas, Oikonomd)...
Alem das aulas Folqué? organiza eventos de baile, festivales e uma residença artistica na Espanha

Biografia:

Francesco Palmeri:
Músico desde os 15 anos, descobre a dança em Argentina onde conhece o tango em 2010. Em 2011 conhece o Bal Folk e va a vários festivais onde cursa diariamente oficinas de dança. Complementa sua formação de folk com classes de tango.
Em 2012 funda e dinamiza uma Jam Session semanal de música folk em Madrid.
Em 2013 Participa à residência artística “Resi-trad Dyonisios” na França e cursa numerosas oficinas de aprofundamento técnico do Bal Folk.
Em 2013 converte-se em professor de dança. A partir do ano 2015 dá oficinas em Madrid pela sua conta, focadas em danças com forte dificuldade musical ou de musicalidade na dança.
Em 2014 funda o dúo de Bal Folk “Akdeniz”
Em 2014 e 2015 participa na coordenação de Andanças, a trabalhar como responsável do palco.
2016 Coordenador de Ethno Portugal
Em 2015 funda Folqué? com María Cubero, com quem dá todas as oficinas de dança que se apresentam na sinopse do projecto.
María Cubero:
No ano 1998 começa sua formação em patinagem artístico. 2004-2016 Professora de patinagem artístico.
Em 2005 conhece as danças do mundo e o Bal Folk, apaixona-se deste gênero musical e de suas danças e impulsiona o desejo de participar em multidão de festivais e oficinas de dança pela Europa.
No 2011 anima-se a dar oficinas regulares de iniciação ao Bal Folk num centro autogestionado da Comunidade de Madrid, projecto que contínua até a actualidade.
A partir 2012 começa a dar suas próprias oficinas de dança de Bal Folk bem, com regularidade ou em participações pontuais em festivais ou eventos em Espanha, França e Portugal. Ja tem dados workshops do Fandango Basco e Tangurka no Andanças 2015.
Participa como bailarina em actuações em teatros em Espanha e Portugal
Sua formação em matéria de dança sofre uma grande transformação no ano 2011, quando conhece o tango, elemento substancial em seu desenvolvimento profissional e dedica parte de sua actividade docente a este área.
Em 2015, funda a associação Folqué? Com Francesco Palmeri
©2019 Copyright, all rights by PédeXumbo
Scroll to top