Sustentabilidade
Como fazemos no Andanças
Uma das intenções é promover a visão sistémica e de ciclo-de-vida dos processos de produção e consumo, de produtos e serviços, com objetivos idealizados de "zero desperdício", procurando fechar ciclos – à escala local, regional, e nacional –, e contribuir para um consumo e modos de vida mais sustentáveis. 
Princípios e Compromissos
Na PédeXumbo temos consciência que qualquer evento de grandes dimensões produz impactes ambientais, sociais e económicos – mesmo eventos culturais como um festival. Procuramos, por isso, estar atentos e reduzir os impactes negativos do Andanças, e escolhemos adotar melhores práticas, aplicando-as de forma continuada e progressiva, tendo como objetivos:

1. Reduzir os impactes negativos locais e globais, fazendo com que o festival toque na Terra de modo mais suave.
2. Criar e fixar mudanças locais e regionais para a sustentabilidade, através de melhores práticas que se enraízem e deem frutos.
3. Difundir princípios e práticas que os diversos participantes levem consigo, como sementes que podem germinar e frutificar noutros locais, no seu dia a dia.
Na PédeXumbo acreditamos que a demonstração e partilha de melhores práticas ambientais, sociais e económicas contribui para o desenvolvimento de uma consciência e de uma cultura mais sustentáveis. Até porque muitas vezes nos esquecemos de pensar nas consequências das nossas ações e de procurar ativamente alternativas. No Andanças, a forte adesão dos participantes às práticas adotadas confirma esta aposta.

O mundo poderia ser muito mais justo, solidário e sustentável apenas com pequenas mudanças nos nossos comportamentos. Fica aqui o convite para vir experimentar e partilhar tudo isto connosco, vivendo o Andanças nas suas diversas facetas.

A nossa visão e enquadramento do Andanças, na sua especificidade única, como contributo válido para a sustentabilidade e para um Portugal e um mundo melhor, podem ser entendidos com base na Carta de Compromisso PX e nos 4 pilares Andanças.
+
ZERO DESPERDÍCIO
Zero descartável
No Andanças reduzimos a loiça descartável – não há copos, nem pratos, nem talheres de plástico descartáveis. Há canecas reutilizáveis para cada participante e, sempre que possível, pratos e talheres lavados depois das refeições. Nos casos em que não há alternativa, são usados copos e pratos de papel encaminhados para compostagem local.
Um ícone do Andanças e da PédeXumbo e algo essencial é a caneca. Opte por trazer a sua caneca de casa – capacidade até 20 cl (o material e a forma podem ser diversos); ou obtenha-a por empréstimo com caução, no próprio festival. No final pode devolvê-la, reavendo o seu dinheiro. A ideia é agradar a todos, mas principalmente eliminar o uso de copos descartáveis.
Para reduzir o consumo de garrafas de plástico há também pontos de água potável; incentiva-se a distribuição de bebidas por pressão, como a cerveja, evitando garrafas de vidro ou latas; promove-se a utilização de açucareiros, em vez dos tradicionais pacotes de açúcar (curiosidade: em 2014 estima-se que deixaram de ser utilizados 13.000 pacotes de açúcar); e o uso de alternativas aos pauzinhos descartáveis para o café. 
Zero desperdício de água
No Andanças procuramos: incentivar o uso consciente da água, como um bem precioso e escasso, e sensibilizar para a sua poupança; reduzir o seu consumo monitorizando-o, e evitar o desperdício utilizando torneiras automáticas. Optamos por 32% das casas de banho serem secas e promovemos também o uso de água não tratada em muitos autoclismos do festival, conseguindo reduzir o consumo desta água em  22%. 
Zero desperdício de comida – Dose certa!
No Andanças incentivamos também a redução do desperdício alimentar através da Dose Certa, sensibilizando as pessoas para se servirem apenas da quantidade de comida que irão consumir, não a desperdiçando no prato. Também se procura reduzir os restos que ficam na cozinha após a confeção de cada refeição. As iniciativas têm sido diversas e os resultados bastante encorajadores. 
Zero desperdício de bens
Este ano, uma grande aposta do Andanças é melhorar a informação e a monitorização com o objetivo de reduzir, o mais possível, o desperdício em todas as áreas do festival. Procuramos fomentar de forma crescente a redução dos consumos desnecessários e promover a reutilização dos diversos produtos e equipamentos. 
Casas de Banho Secas
No Andanças procuramos que os participantes tenham, por uns dias, oportunidade de viverem experiências diferentes e formarem uma opinião, por isso procuramos sempre conciliar várias alternativas, é o que acontece com as casas de banho. Matemos a oferta das tradicionais, mas também disponibilizamos casas de banho secas, permitindo que sejam utilizadas por todos. Este ano temos 40 casas de banho secas, o que permite reduzir significativamente o consumo de água no festival, diminuir os impactes no terreno, decorrentes das infraestruturas de saneamento, e possibilitar que estas se localizem em áreas mais afastadas, criando mais conforto aos participantes. Além disso, possibilitam também reduzir as emissões de CO2, pois menos viagens são necessárias para transportar as águas residuais para a ETAR mais próxima.
+
MELHORES HÁBITOS
Mobilidade mais sustentável como um hábito
A deslocação em transportes coletivos ou a partilha de carro tem inúmeras vantagens, além das económicas e ambientais (como a redução de emissões gasosas e de energia consumida), também as sociais, por exemplo ficamos com mais tempo e disponibilidade para os outros e para apreciar o que nos rodeia. No Andanças tentamos mostrar que estas são opções viáveis: transportes coletivos que servem o festival, partilha de boleia entre amigos, e utilização de sites de boleias (mais informações aqui). É sobretudo uma questão de consciência, de motivação e de planeamento antecipado.
Reutilização como um hábito
É fácil darmos uma vida mais longa aos objetos que nos rodeiam, evitando desperdiçar os recursos naturais e a energia usados na sua produção. No Andanças procuramos transmitir esta mensagem, incentivando cada um a personalizar a sua caneca e a reutilizá-la noutros eventos; lembrando que as garrafas de água podem ser novamente cheias com água da torneira, e que a loiça deve ser reutilizável; e evitando o merchandising. 
Reciclagem como um hábito
A reciclagem é hoje um hábito que já ganhou força na consciência de todos – no Andanças fazemos a recolha seletiva de resíduos para reciclagem (curiosidade: 84 % dos participantes em 2014 reparou e participou nesta iniciativa). Os mini-ecopontos para embalagens estão espalhados por todo o festival; os resíduos orgânicos são separados para compostagem local (curiosidade: em 2014 foram compostados 91% dos resíduos produzidos na cantina Andanças), e há pontos de recolha para outros resíduos, como pilhas usadas, rolhas de cortiça e óleos alimentares usados. 
Cinzeiros como um hábito
Se fuma traga consigo o seu cinzeiro de bolso, ou arranje um no festival – disponibilizamos várias alternativas. A ideia é criar esse hábito, para que as beatas tenham sempre um destino correto – dentro e fora do festival. No Andanças também há cinzeiros – de chão e de mesa –, o que contribui igualmente para reduzir o risco de incêndio. Este ano vamos quantificar as beatas produzidas no festival, se fuma, participe.
+
ECONOMIA LOCAL/REGIONAL
Menu quilómetro zero
No Andanças tenta-se sempre comprar a fornecedores locais e, sempre que viável, as refeições são também confecionadas com ingredientes produzidos localmente. Os agricultores da zona já estão a trabalhar para isso (curiosidade: em 2014 na cantina Andanças 66% foram fornecedores locais). O objetivo é incentivar a economia local, mas também reduzir a "pegada ecológica" (impactes ambientais negativos – energia/combustível consumidos, emissões gasosas do transporte, etc.), e custos desnecessários com a alimentação. É melhor para a saúde, o planeta e a economia local. 
Comprar o que é nosso
Os fornecedores locais, regionais e nacionais, por esta ordem, são a nossa primeira opção, sempre que possível (curiosidade: em 2014 na cantina Andanças 92% foram fornecedores locais e regionais). Procuramos incentivar a produção nacional, a criatividade e os produtos e serviços mais sustentáveis e de qualidade. Consideramos que o Andanças tem um papel ativo na sensibilização e influência do mercado (produtores, fornecedores e consumidores), mostrando que há procura e espaço para alternativas mais sustentáveis e para empresas que apostem na inovação e no que nos diferencia, na procura de um mundo melhor. 
Energias renováveis
Portugal é rico em energias renováveis, como o Sol, o vento ou as marés. Além da preocupação com a redução dos consumos de energia e a eficiência energética (curiosidade: apenas usamos lâmpadas de baixo consumo), no Andanças procuramos dar a conhecer as várias alternativas energéticas, sobretudo relacionadas com o Sol: para iluminação, para aquecimento de água, ou para cozinhar (como os fornos solares). 
Organização:
A PédeXumbo é uma estrutura apoiada por:
Em colaboração com: